MOVIMENTO NÃO PAGO: TARIFA FRAUDADA DEVE SER REVOGADA

Por: Folha de Sergipe - Variedade - 9 de agosto de 2016 - 13:46 - Sem Comentários

grande-Movimento_nao_pago_catedral_170513No último dia 21/07 o Tribunal de Contas do Estado de Sergipe (TCE) confirmou denúncia feita pelo Movimento Não Pago três anos atrás. Segundo o TCE em 2013 houve irregularidade e superfaturamento no cálculo da tarifa do transporte público, concluindo que “Ao invés de ser aumentada para R$ 2,35 a tarifa deveria ser reduzida para R$ 2,09”. Segundo Tácita Mikelly, estudante e coordenadora do movimento “O reajuste de 2014 e o último de 2015 que elevou a tarifa para R$ 3,10 seguiram as mesmas irregularidades de 2013, foram feitos às escuras, longe dos olhos da população, num acordo sujo entre empresários, vereadores e o prefeito da capital”.

 

Apesar de confirmar a existência dessa fraude, o TCE optou manter o valor ilegal da tarifa de R$ 3,10 e apenas multou a Prefeitura/SMTT em R$ 3 mil reais. “Isso é um tremendo absurdo! Nesse período de desemprego e aumento dos preços dos alimentos a população não deveria continuar sendo penalizada com esse preço fraudulento da tarifa”, desabafa Tácita. Para o economista Demétrio Varjão, também coordenador do movimento, “Se o preço real da tarifa em julho de R$ 2013 era R$ 2,09, corrigindo com a inflação (IPCA) dos últimos 3 anos (22,05%) o atual preço deveria ser R$ 2,65.

Deveríamos estar pagando 45 centavos a menos do que os abusivos R$ 3,10 que pagamos atualmente”. O Movimento Não Pago questionou judicialmente o preço da tarifa, mas o judiciário há anos está protelando uma decisão.

 

Por isso o Não Pago está convocando toda a população da Grande Aracaju que está cansada dos abusos cometidos pelas empresas de ônibus, vereadores e Prefeito da capital a se somar na campanha “Tarifa Fraudada deve Revogada” cobrando ao judiciário que anule os reajustes fraudulentos e reduza a tarifa para o preço real de R$ 2,65.

A campanha se iniciará nesta quarta, 10/08, às 8h, com um ato público na Praça Fausto Cardoso, para cobrar ao judiciário a anulação dos reajustes fraudulentos e a redução imediata da tarifa.

Fonte Movimento Não Pago

Deixe seu comentário!

Para: MOVIMENTO NÃO PAGO: TARIFA FRAUDADA DEVE SER REVOGADA