z23Com R$ 8 para fazer a refeição, militares vão ao Padre Pedro

O movimento “Policia Legal” continua ganhando adesão a todo tempo e os militares, sem resposta do governo quanto ao atendimento de suas reivindicações estão cumprindo à risca o que foi decidido em assembleia.

No interior, a adesão dos militares ao movimento e grande e em alguns municipios, os policiais, de praças a oficiais, estão fazendo o policiamento preventivo à pé. Viaturas que estão irregulares não estão sendo usadas.

Na capital, os policiais resolveram fazer um ato de solidariedade para chamar a atenção da população. No final da manhã desta terça-feira (09), vários militares vão ao restaurante popular Padre Pedro, onde a refeição tem o valor simbólico de R$ 1 e vão pagar o almoço para três pessoas, já que eles (militares) recebem apenas R$ 8 (oito reais) para se alimentarem.

Conscientes de que são servidos apenas 500 refeições por dia, o idealizador da ação, recomenda que os policiais não façam a refeição no local para não tirar o alimento de quem precisa, demonstrando que a intenção é apenas chamar a atenção do governo e da sociedade.

Reivindicação – policiais e bombeiros militares reivindicam que seja encaminhado para a Assembleia Legislativa um projeto que prevê a progressão automática e o subsídio. O governo tem se reunido com o comando e diz que está fazendo estudo, porém os militares querem uma resposta.

Munir Darrage